Das Coisas do Campo

Das Coisas do Campo

Regular price $8.27 Sale

Varrão, 116-27 a.C.
Das coisas do campo / Varrão; tradução, introdução e notas: Matheus
Trevizam. – Campinas, sp: Editora da Unicamp, 2012.

Em Das coisas do campo (De re rustica), obra de velhice do escritor romano Marco Terêncio Varrão (116-27 a.C.), decerto o maior erudito dos tempos de Júlio César, expõem-se ao público muitos saberes e técnicas atinentes à economia rural itálica coeva. O assunto de seus três livros, assim, corresponde, respectivamente, à agricultura e à arboricultura, à pecuária de grande e pequeno porte e à uillatica pastio, ou criação de animais miúdos – aves, peixes, caracóis, lebres, abelhas... – nos entornos das uillae, as casas-sede das antigas propriedades fundiárias romanas. O modo de escrita escolhido para a transmissão desses saberes “agronômicos”, que se afina com os ditames do gênero antigo do diálogo, contribui para o enriquecimento literário e a vivacidade expositiva do texto: esse acolhe a interagirem ficcionalmente personagens como o próprio Varrão e seu sogro, Fundânio, em leves, bem-humoradas e, por vezes, eruditas “conversas” sobre os temas da vida rural na Roma republicana.