Freud e Machado de Assis: uma interseção entre psicanálise e literatura

Freud e Machado de Assis: uma interseção entre psicanálise e literatura

Regular price $15.80 Sale

O livro convida o leitor para uma viagem ao mundo da literatura machadiana, dialogando todo o tempo com a psicanálise. É na interseção destes dois campos que o presente trabalho se situa. Freud foi o primeiro a mostrar, utilizando-se do recurso da psicanálise, como num texto da literatura o personagem representava aspectos da subjetividade, apontando para certas matrizes que indicam a forma de ser dos homens na cultura. Quando um escritor, 'dá voz aos seus personagens', eles podem ser elevados à categoria de personagens permanentes, desde que persistam como exemplares do que acontece no psiquismo humano. A psicanálise vai, neste infindável processo interpretativo, construir novas interpretações, que não só enriquecem a obra como ampliam o patrimônio da cultura. Não sem razão, o autor elegeu os personagens femininos da obra de Machado de Assis como eixo de sua análise. Virgília, Marcela, Sofia, Capitu, Fidélia e Carmo conseguiram despertar paixões e produzir críticas. Mobilizaram as pessoas, justamente por terem conseguido, apresentar temas delicados para a sociedade, tais como a sedução, o ciúme, a inveja, o adultério, a prostituição, a loucura, etc.