Papéis selados: carreira jurídica, estratégias de reputação e poder na Nova Espanha (1580-1730)

Papéis selados: carreira jurídica, estratégias de reputação e poder na Nova Espanha (1580-1730)

Regular price $9.53 Sale

Para a Monarquia espanhola, o estabelecimento de instituições civis e eclesiásticas e a administração de Justiça na América foram essenciais. Mas seu funcionamento não foi automático, pois foram necessários homens capazes de consolidá-las e de perpetuá-las. Papéis selados. Carreira jurídica, estratégias de reputação e poder na Nova Espanha (1580-1730) demonstra a respeito que, nesse processo, os juristas tiveram um papel crucial, pois se, por um lado, deviam fazer cumprir as leis, por outro, tinham a capacidade de modificar convenientemente sua aplicação, de acordo com as circunstâncias locais. Esse papel de intermediários entre a Monarquia e os grupos sociais novo-hispânicos do século XVII, época de recomposição social, de integração e extensão de instituições, em especial as eclesiásticas, levou juristas e clérigos advogados a converterem-se em personagens de primeira ordem no funcionamento do regime colonial. Daí a importância deste livro, ao se ocupar da análise dos mecanismos e dinâmicas de que se valeram os juristas para ganhar reconhecimento, altos cargos e prebendas na burocracia vice-reinal e na Igreja. Empregando uma análise microssocial das carreiras, assim como das redes sociais dos homens de leis, Marcelo Rocha demonstra que sua inserção na maquinaria burocrática foi o resultado de uma estratégia relacional em que o prestígio de quem os recomendava e o testemunho de personagens socialmente aceitáveis se traduziram em benefícios e honra social. Rodolfo Aguirre Salvador Universidade Nacional Autônoma do México – UNAM.